Meio time do Goiás testa positivo, provoca adiamento do jogo com São Paulo e expõe a desorganização da CBF

A desorganização da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) organizadora do Brasileirão e outras competições do futebol brasileiro, que me referi em matéria sobre a abertura da principal competição do país, publicada neste sábado, 8, se manifestou hoje de forma mais explícita. A partida entre Goiás e São Paulo pela primeira rodada, que seria realizada no estádio da Serrinha, em Goiânia, neste domingo, 9, foi adiada, sem data definida para sua realização, em função de jogadores do Goiás terem testado positivo para covid-19. Os jogadores do São Paulo ainda chagaram subir para o campo, mas o Goiás não apareceu.

 

Dos 23 jogadores do time esmeraldino relacionados para a partida, 10 testaram positivo. Destes, oito são titulares, o que impediu o técnico Ney Franco de colocar o time em campo. A situação provocou críticas por parte dos são-paulinos. O diretor técnico tricolor Raí disse que desde a manhã estava sabendo do problema, porque mantinha contato com o Goiás, e que tentou contato com a CBF para esclarecer a situação, mas não teve resposta da entidade.


 

“Viemos para cá seguindo o protocolo. Aqui ficamos sabendo que existia uma medida cautelar, era uma coisa que já imaginávamos que aconteceria. Mas os delegados falaram para, mesmo assim, a equipe subir ao campo seguindo o protocolo. Aí recebemos o documento oficial, logo depois da entrada da equipe”, disse Raí em entrevista ao site Globo Esporte.

 

Já o presidente do Goiás, Marcelo Almeida, disse ao mesmo site, que foi ele quem procurou a direção do São Paulo. O dirigente esmeraldino afirmou que entrou com medida cautelar com pedido de liminar para suspender a partida no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), e que, procurou Raí e posicionou-o sobre a situação.

 

Os jogadores do Goiás fizeram os testes para covid-19, na quinta, 6, mas que o resultado da contraprova só foi liberado neste domingo, 9. A realização dos testes para covid-19, nos jogadores dos clubes é realizado pelo laboratório do hospital Albert Einstein (em parceria com a CBF) reconheceu em nota oficial ter havido problemas nos testes dos jogadores do Goiás.


Por outro lado, a desorganização da CBF não permitiu até agora que houvesse um procedimento a ser tomado em casos assim, fazendo com que os jogadores do tricolor paulista se deslocassem de São Paulo a Goiânia á toa, o que provocou no elenco muito descontentamento. Perguntas que não querem calar: Até quando o futebol brasileiro passará por este tipo de situação? Quem pagou as passagens e hospedagem dos jogadores do São Paulo?

  

Flamengo estreia com derrota

 

O time rubro-negro, de técnico novo (Domènec Torrent), estreou neste domingo, 9, no Brasileirão com derrota para o Galo. A derrota marca o fim da invencibilidade do Flamengo no Maracanã, já que não perdia na competição em seus domínios, desde 2018. A última derrota do Flamengo no Maracanã, pelo Brasileirão, havia sido na 39ª rodada do campeonato de 2018, quando perdeu para o Atlhetico-PR por 2 a 1. Em 2019, o Flamengo, que foi campeão, obteve 17 vitórias e dois empates, com Vasco (0 a 0) e São Paulo (4 a 4).


Confira os demais resultados da primeira rodada aqui 


Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Postagem Anterior Próxima Postagem