País tem maior número de mortes, em apenas um dia, 1.179, em decorrência da covid-19

Há uma máxima popular que diz que “nada é tão ruim, que não possa piorar”. Pois é essa sensação que se espalha pelos país quando se ver o presidente no qual quase 60 milhões de pessoas depositaram a esperança para conduzir os destinos da nação. De total desamparo. Não fosse o esforço de governadores e prefeitos, praticamente cada um à sua maneira, porque o governo federal até hoje não apresentou um plano de enfrentamento a crise da covid-19, a situação, certamente, estaria pior.

Nesta terça, 19, o país registrou novos recordes de vítimas da doença. Só nas últimas 24 horas o novo coronavírus matou mais 1.179 pessoas, elevando para 17.971 o total de mortes desde o começo da pandemia no país em fevereiro deste ano; enquanto o total de infectados chegou a 271.628, de acordo com registros do Ministério da Saúde.

Jair Bolsonaro que já disse ser Messias, mas que não faz milagre, hoje produziu mais um impropério ao defender o uso da cloroquina contra a doença, disse: “quem é de direita toma cloroquina, quem é de esquerda toma tubaína”, se referindo ao refrigerante, numa rima pobre e sem graça, dando seguimento ao eterno “fla x flu” da política, em momento completamente inoportuno e lembrando outra pérola do seu antagonista que instalou no país o “nós contra eles”!

Para aqueles que argumentam que outras doenças produzem mais vítimas fatais, o argumento também já foi superado pelo novo coronavírus. Segundo a Folha de São Paulo, a covid-19 é a maior causa de mortalidade no Brasil neste momento, “superando o conjunto de todas as doenças cardiovasculares, como infartos e AVCs, que matam 980 brasileiros por dia”, publicou o jornal.

Enquanto isso, o Ministério da Saúde continua sem titular, mas o interino da pasta nomeou nove militares para cargos do segundo escalão. Agora o país é o terceiro em número de pessoas infectadas pela doença, ficando atrás apenas da Rússia e Estados Unidos.


Postar um comentário

Que tal deixar um comentário?

Postagem Anterior Próxima Postagem